Conheça a Transnístria

Nathalia Salvado

Por

Atualizado em 4/04/2017

1 de 33
Compartilhe Twitter Google +

A vida na Transnístria

A fotógrafa Julia Autiz ouviu sobre o local e foi até lá para investigar como tudo funciona por lá. "Eu queria ver como era viver em um país que não tem futuro certo", disse à Huck Magazine

Créditos: Reprodução/Julia Autiz

A vida na Transnístria

A fotógrafa Julia Autiz ouviu sobre o local e foi até lá para investigar como tudo funciona por lá. "Eu queria ver como era viver em um país que não tem futuro certo", disse à Huck Magazine

Créditos: Reprodução/Julia Autiz

A vida na Transnístria

A fotógrafa Julia Autiz ouviu sobre o local e foi até lá para investigar como tudo funciona por lá. "Eu queria ver como era viver em um país que não tem futuro certo", disse à Huck Magazine

Créditos: Reprodução/Julia Autiz

A vida na Transnístria

A fotógrafa Julia Autiz ouviu sobre o local e foi até lá para investigar como tudo funciona por lá. "Eu queria ver como era viver em um país que não tem futuro certo", disse à Huck Magazine

Créditos: Reprodução/Julia Autiz

A vida na Transnístria

A fotógrafa Julia Autiz ouviu sobre o local e foi até lá para investigar como tudo funciona por lá. "Eu queria ver como era viver em um país que não tem futuro certo", disse à Huck Magazine

Créditos: Reprodução/Julia Autiz

A vida na Transnístria

A fotógrafa Julia Autiz ouviu sobre o local e foi até lá para investigar como tudo funciona por lá. "Eu queria ver como era viver em um país que não tem futuro certo", disse à Huck Magazine

Créditos: Reprodução/Julia Autiz

A vida na Transnístria

A fotógrafa Julia Autiz ouviu sobre o local e foi até lá para investigar como tudo funciona por lá. "Eu queria ver como era viver em um país que não tem futuro certo", disse à Huck Magazine

Créditos: Reprodução/Julia Autiz

A vida na Transnístria

A fotógrafa Julia Autiz ouviu sobre o local e foi até lá para investigar como tudo funciona por lá. "Eu queria ver como era viver em um país que não tem futuro certo", disse à Huck Magazine

Créditos: Reprodução/Julia Autiz

A vida na Transnístria

A fotógrafa Julia Autiz ouviu sobre o local e foi até lá para investigar como tudo funciona por lá. "Eu queria ver como era viver em um país que não tem futuro certo", disse à Huck Magazine

Créditos: Reprodução/Julia Autiz

A vida na Transnístria

A fotógrafa Julia Autiz ouviu sobre o local e foi até lá para investigar como tudo funciona por lá. "Eu queria ver como era viver em um país que não tem futuro certo", disse à Huck Magazine

Créditos: Reprodução/Julia Autiz

A vida na Transnístria

A fotógrafa Julia Autiz ouviu sobre o local e foi até lá para investigar como tudo funciona por lá. "Eu queria ver como era viver em um país que não tem futuro certo", disse à Huck Magazine

Créditos: Reprodução/Julia Autiz

A vida na Transnístria

A fotógrafa Julia Autiz ouviu sobre o local e foi até lá para investigar como tudo funciona por lá. "Eu queria ver como era viver em um país que não tem futuro certo", disse à Huck Magazine

Créditos: Reprodução/Julia Autiz

A vida na Transnístria

A fotógrafa Julia Autiz ouviu sobre o local e foi até lá para investigar como tudo funciona por lá. "Eu queria ver como era viver em um país que não tem futuro certo", disse à Huck Magazine

Créditos: Reprodução/Julia Autiz

A vida na Transnístria

A fotógrafa Julia Autiz ouviu sobre o local e foi até lá para investigar como tudo funciona por lá. "Eu queria ver como era viver em um país que não tem futuro certo", disse à Huck Magazine

Créditos: Reprodução/Julia Autiz

A vida na Transnístria

A fotógrafa Julia Autiz ouviu sobre o local e foi até lá para investigar como tudo funciona por lá. "Eu queria ver como era viver em um país que não tem futuro certo", disse à Huck Magazine

Créditos: Reprodução/Julia Autiz

A vida na Transnístria

A fotógrafa Julia Autiz ouviu sobre o local e foi até lá para investigar como tudo funciona por lá. "Eu queria ver como era viver em um país que não tem futuro certo", disse à Huck Magazine

Créditos: Reprodução/Julia Autiz

A vida na Transnístria

A fotógrafa Julia Autiz ouviu sobre o local e foi até lá para investigar como tudo funciona por lá. "Eu queria ver como era viver em um país que não tem futuro certo", disse à Huck Magazine

Créditos: Reprodução/Julia Autiz

A vida na Transnístria

A fotógrafa Julia Autiz ouviu sobre o local e foi até lá para investigar como tudo funciona por lá. "Eu queria ver como era viver em um país que não tem futuro certo", disse à Huck Magazine

Créditos: Reprodução/Julia Autiz

A vida na Transnístria

A fotógrafa Julia Autiz ouviu sobre o local e foi até lá para investigar como tudo funciona por lá. "Eu queria ver como era viver em um país que não tem futuro certo", disse à Huck Magazine

Créditos: Reprodução/Julia Autiz

A vida na Transnístria

A fotógrafa Julia Autiz ouviu sobre o local e foi até lá para investigar como tudo funciona por lá. "Eu queria ver como era viver em um país que não tem futuro certo", disse à Huck Magazine

Créditos: Reprodução/Julia Autiz

A vida na Transnístria

A fotógrafa Julia Autiz ouviu sobre o local e foi até lá para investigar como tudo funciona por lá. "Eu queria ver como era viver em um país que não tem futuro certo", disse à Huck Magazine

Créditos: Reprodução/Julia Autiz

A vida na Transnístria

A fotógrafa Julia Autiz ouviu sobre o local e foi até lá para investigar como tudo funciona por lá. "Eu queria ver como era viver em um país que não tem futuro certo", disse à Huck Magazine

Créditos: Reprodução/Julia Autiz

A vida na Transnístria

A fotógrafa Julia Autiz ouviu sobre o local e foi até lá para investigar como tudo funciona por lá. "Eu queria ver como era viver em um país que não tem futuro certo", disse à Huck Magazine

Créditos: Reprodução/Julia Autiz

A vida na Transnístria

A fotógrafa Julia Autiz ouviu sobre o local e foi até lá para investigar como tudo funciona por lá. "Eu queria ver como era viver em um país que não tem futuro certo", disse à Huck Magazine

Créditos: Reprodução/Julia Autiz

A vida na Transnístria

A fotógrafa Julia Autiz ouviu sobre o local e foi até lá para investigar como tudo funciona por lá. "Eu queria ver como era viver em um país que não tem futuro certo", disse à Huck Magazine

Créditos: Reprodução/Julia Autiz

A vida na Transnístria

A fotógrafa Julia Autiz ouviu sobre o local e foi até lá para investigar como tudo funciona por lá. "Eu queria ver como era viver em um país que não tem futuro certo", disse à Huck Magazine

Créditos: Reprodução/Julia Autiz

A vida na Transnístria

A fotógrafa Julia Autiz ouviu sobre o local e foi até lá para investigar como tudo funciona por lá. "Eu queria ver como era viver em um país que não tem futuro certo", disse à Huck Magazine

Créditos: Reprodução/Julia Autiz

A vida na Transnístria

A fotógrafa Julia Autiz ouviu sobre o local e foi até lá para investigar como tudo funciona por lá. "Eu queria ver como era viver em um país que não tem futuro certo", disse à Huck Magazine

Créditos: Reprodução/Julia Autiz

A vida na Transnístria

A fotógrafa Julia Autiz ouviu sobre o local e foi até lá para investigar como tudo funciona por lá. "Eu queria ver como era viver em um país que não tem futuro certo", disse à Huck Magazine

Créditos: Reprodução/Julia Autiz

A vida na Transnístria

A fotógrafa Julia Autiz ouviu sobre o local e foi até lá para investigar como tudo funciona por lá. "Eu queria ver como era viver em um país que não tem futuro certo", disse à Huck Magazine

Créditos: Reprodução/Julia Autiz

A vida na Transnístria

A fotógrafa Julia Autiz ouviu sobre o local e foi até lá para investigar como tudo funciona por lá. "Eu queria ver como era viver em um país que não tem futuro certo", disse à Huck Magazine

Créditos: Reprodução/Julia Autiz

A vida na Transnístria

A fotógrafa Julia Autiz ouviu sobre o local e foi até lá para investigar como tudo funciona por lá. "Eu queria ver como era viver em um país que não tem futuro certo", disse à Huck Magazine

Créditos: Reprodução/Julia Autiz

A vida na Transnístria

A fotógrafa Julia Autiz ouviu sobre o local e foi até lá para investigar como tudo funciona por lá. "Eu queria ver como era viver em um país que não tem futuro certo", disse à Huck Magazine

Créditos: Reprodução/Julia Autiz

Relacionados ao assunto

Carregar mais

Comentários