Mulheres que assistem a filmes pornô têm dificuldades com sexo real, diz pesquisa

Por

Atualizado em 14/08/2017

Woman-angry-at-computer

(Foto: reprodução/Internet)

Leia mais

Segundo estudo feito pela Universidade de New Brunswick, no Canadá, mulheres que costumam assistir a filmes pornô acabam tendo dificuldades com o sexo da vida real. Mil pessoas participaram da pesquisa – sendo que 2/3 eram do sexo feminino – que abordou os efeitos causados por vídeos eróticos assistidos, e o resultado não foi animador.

Na mulher, o pornô tem efeito desestimulante com o parceiro da vida real. As participantes alegaram: “Nos filmes, o sexo dura bem mais do que na vida real“, “As atrizes atingem o orgasmo com mais facilidade que a gente“, “Os pênis dos atores são bem maiores do que os dos nossos parceiros” e “As atrizes têm corpos impecáveis“.

Também foi detectado que filmes eróticos afetam a autoestima das mulheres. As infos foram publicadas pelo The Canadian Journal of Human Sexuality.

Fotógrafa registra homens nus

1 de 9
Compartilhe Twitter Google +

Fotógrafa registra homens nus

Abigail Ekue fotografou 500 homens sem roupa para o projeto 'Bare Men'. Sua intenção era quebrar o tabu da nudez masculina e registrar seus corpos mostrando as "imperfeições, vulnerabilidade e normalidade"

Créditos: Reprodução / Huffington Post

Fotógrafa registra homens nus

Abigail Ekue fotografou 500 homens sem roupa para o projeto 'Bare Men'. Sua intenção era quebrar o tabu da nudez masculina e registrar seus corpos mostrando as "imperfeições, vulnerabilidade e normalidade"

Créditos: Reprodução / Huffington Post

Fotógrafa registra homens nus

Abigail Ekue fotografou 500 homens sem roupa para o projeto 'Bare Men'. Sua intenção era quebrar o tabu da nudez masculina e registrar seus corpos mostrando as "imperfeições, vulnerabilidade e normalidade"

Créditos: Reprodução / Huffington Post

Fotógrafa registra homens nus

Abigail Ekue fotografou 500 homens sem roupa para o projeto 'Bare Men'. Sua intenção era quebrar o tabu da nudez masculina e registrar seus corpos mostrando as "imperfeições, vulnerabilidade e normalidade"

Créditos: Reprodução / Huffington Post

Fotógrafa registra homens nus

Abigail Ekue fotografou 500 homens sem roupa para o projeto 'Bare Men'. Sua intenção era quebrar o tabu da nudez masculina e registrar seus corpos mostrando as "imperfeições, vulnerabilidade e normalidade"

Créditos: Reprodução / Huffington Post

Fotógrafa registra homens nus

Abigail Ekue fotografou 500 homens sem roupa para o projeto 'Bare Men'. Sua intenção era quebrar o tabu da nudez masculina e registrar seus corpos mostrando as "imperfeições, vulnerabilidade e normalidade"

Créditos: Reprodução / Huffington Post

Fotógrafa registra homens nus

Abigail Ekue fotografou 500 homens sem roupa para o projeto 'Bare Men'. Sua intenção era quebrar o tabu da nudez masculina e registrar seus corpos mostrando as "imperfeições, vulnerabilidade e normalidade"

Créditos: Reprodução / Huffington Post

Fotógrafa registra homens nus

Abigail Ekue fotografou 500 homens sem roupa para o projeto 'Bare Men'. Sua intenção era quebrar o tabu da nudez masculina e registrar seus corpos mostrando as "imperfeições, vulnerabilidade e normalidade"

Créditos: Reprodução / Huffington Post

Fotógrafa registra homens nus

Abigail Ekue fotografou 500 homens sem roupa para o projeto 'Bare Men'. Sua intenção era quebrar o tabu da nudez masculina e registrar seus corpos mostrando as "imperfeições, vulnerabilidade e normalidade"

Créditos: Reprodução / Huffington Post

 

Sugerir correção

Relacionados ao assunto

Carregar mais

Comentários