No Rolezinho desta semana, Renata Simões acompanha ação do Greenpeace no Senado

Renata Simões

Por

Atualizado em 13/10/2015

abre
O Senado Federal, junto com a Câmara dos Deputados, é um lugar mitológico. Corredores, salas, gabinetes e comissões criam um labirinto digno de minotauro. Tem um quê de Monte Olimpo, lugar que ninguém vê e todos acreditam que existe. Até hoje o Senado não publica dados sobre a assiduidade no plenário, enquanto você, eu e todo mundo responde chamada no colégio porque quem tem mais de 25% de falta é reprovado direto.

No meio de uma turbulenta semana política, entre aprovações, reprovações e denúncias, desci em Brasília a convite do Greenpeace para acompanhar uma ação pedindo o projeto de Lei que põe fim ao desmatamento no Brasil. Encontro ali Paulo Vilhena, ator que pela primeira vez pisava no Senado.

O ator Paulo Vilhena fala sobre a campanha Desmatamento Zero na comissão de legislação participativa

Renata Simões O ator Paulo Vilhena fala sobre a campanha Desmatamento Zero na comissão de legislação participativa

Paulo nasceu em Santos, mora no Rio de Janeiro, surfa e vive na praia. Aceitou o convite para participar da ação por conta da sua ligação com a natureza. São aproximadamente cinquenta pessoas envolvidas: crianças, indígenas, ambientalistas, ativistas e alguns artistas. Além de Paulinho, Luísa Matsushita, a Lovefoxxx do CSS, Valesca Popozuda e os também atores Jorge Pontual, Maria Paula e Caio Blat. Maria Paula e Caio já participaram de outras campanhas do Greenpeace.

Chegam, almoçam no restaurante da instituição e seguem para o gabinete do senador João Capiberibe, do Amapá. Ali o grupo de famosos se prepara para ser alvo dos ávidos jornalistas do Congresso. Paulo Adario, condecorado herói da Floresta pela ONU e estrategista da Floresta pelo Greenpeace, repassa os pontos chaves da campanha. É importante saber exatamente o que vai acontecer para aproveitar a oportunidade de passar a mensagem.

Ato do Greenpeace que pede o fim do desmatamento no Brasil

Renata Simões Ato do Greenpeace que pede o fim do desmatamento no Brasil

Corredores ligam o Senado à Câmara e é fácil perder a noção de onde você está. Na Comissão de Direitos Humanos, as caixas que montam o painel pedindo Desmatamento Zero estão empilhadas, simbolizando as assinaturas em prol da causa. Para a sociedade civil apresentar um projeto à Câmara, deve conseguir um abaixo assinado com participação de 1% do eleitorado brasileiro, aproximadamente 1,4 milhão de assinaturas.

Com a chegada de Valesca Popozuda começa um burburinho, três ou quatro assessores que ninguém sabe de onde saíram aparecem pedindo para tirar fotos com a musa do funk. As caixas são distribuídas entre os participantes e uma fila forma-se caminhando pelos corredores até chegar ao local onde o painel será montado.

Maria Paula e Caio Blat no corredor do prédio do Senado, participando de ato do Greenpeace que pede o fim do desmatamento no Brasil

Renata Simões Maria Paula e Caio Blat no corredor do prédio do Senado, participando de ato do Greenpeace que pede o fim do desmatamento no Brasil

Na chegada na antesala da Câmara, políticos e imprensa aguardam ansiosos. Flashes estouram, entrevistas para diversas mídias, selfies e inúmeros cumprimentos de senadores. Ninguém quer perder a chance de tirar uma casquinha. “Todo mundo querendo se posicionar da melhor maneira possível e a gente não sabe o quanto isso é verdadeiro e o quanto isso é interesseiro”, Paulo comenta depois.

Ele e Caio, compadres desde o filme Entre Nós, de 2013, andam com naturalidade pelo local. Seguem até a Comissão Legislativa Participativa para falar sobre o projeto depois de liberados porque na Câmara não é permitido circular sem o uso da gravata. Na sala ao lado, lideranças indígenas, políticos e ativistas discutem as inúmeras mortes de índios no MS. Paulinho e Caio são novamente chamados a participar.

Rolezinho no Senado

A equipe chama os atores para ir embora, todos ainda voltam hoje para suas casas. No carro Paulo e Caio formatam uma dupla candidatura, o primeiro como deputado, o segundo senador, caindo na risada falando da plataforma política. O papo vai pra música, sucesso e vida quando descobrem que Luísa é Lovefoxxx do CSS. Apesar do peso que parece tornar o ar do congresso mais denso, a sensação é de dever cumprido.

Rolezinho no Senado

1 de 15
Compartilhe Twitter Google +

Rolezinho no Senado

Luísa Lovefoxxx, Caio Blat, Maria Paula, Paulo Vilhena, Valesca Popozuda e membros de entidades ambientais no ato do Greenpeace no Senado

Créditos: Renata Simões

Rolezinho no Senado

Paulo Vilhena fala sobre a importância da proteção das florestas no salão do Senado

Créditos: Renata Simões

Rolezinho no Senado

A cantora Valesca Popozuda em entrevista no salão do Senado

Créditos: Renata Simões

Rolezinho no Senado

Cristiane Mazzetti, responsável do Greenpeace pela Campanha da Amazônia, dá entrevista no salão do Senado

Créditos: Renata Simões

Rolezinho no Senado

O ator Caio Blat participou do ato em defesa das florestas. Ele morou um período na Amazônia para a filmagem de "Xingu", filme de Cao Hamburguer de 2011

Créditos: Renata Simões

Rolezinho no Senado

Paulo Vilhena

Créditos: Renata Simões

Rolezinho no Senado

Luísa Lovefoxxx e Paulo Vilhena

Créditos: Renata Simões

Rolezinho no Senado

A cantora Luísa Lovefoxxx no gabinete do Senado, antes da ação do Greenpeace

Créditos: Renata Simões

Rolezinho no Senado

O ator Jorge Pontual em entrevista na antesala da Câmara

Créditos: Renata Simões

Rolezinho no Senado

O ator Paulo Vilhena no gabinete ouve as orientações para a ação do Greenpeace

Créditos: Renata Simões

Rolezinho no Senado

O ator Paulo Vilhena fala sobre a campanha Desmatamento Zero na comissão de legislação participativa

Créditos: Renata Simões

Rolezinho no Senado

Ato do Greenpeace que pede o fim do desmatamento no Brasil

Créditos: Renata Simões

Rolezinho no Senado

Maria Paula e Caio Blat no corredor do prédio do Senado, participando de ato do Greenpeace que pede o fim do desmatamento no Brasil

Créditos: Renata Simões

Rolezinho no Senado

Confusão de jornalistas durante o ato do Greenpeace na antesala da Câmara

Créditos: Renata Simões

Rolezinho no Senado

O painel montado pelo Greenpeace na antesala da Câmara

Créditos: Renata Simões

Sugerir correção

Recomendados para você

Relacionados ao assunto

Carregar mais

Comentários