Veja comidas típicas juninas em versões veganas ou livres de glúten

Se você não come glúten, lactose, ou possui uma dieta vegana, saiba como aproveitar esse período de festas sem sair da dieta

Por

Atualizado em 25/06/2014

Conheça 10 comidas juninas veganas ou que são livres de glúten

1 de 11
Compartilhe Twitter Google +

Comidas veganas livres de glúten ou veganas

Créditos: Montagem Vírgula

Conheça 10 comidas juninas veganas ou que são livres de glúten

Créditos: Divulgação/Reprodução

Conheça 10 comidas juninas veganas ou que são livres de glúten

Créditos: Reprodução

Conheça 10 comidas juninas veganas ou que são livres de glúten

Créditos: Divulgação/Reprodução

Conheça 10 comidas juninas veganas ou que são livres de glúten

Créditos: Reprodução

Conheça 10 comidas juninas veganas ou que são livres de glúten

Créditos: Reprodução

Conheça 10 comidas juninas veganas ou que são livres de glúten

Créditos: Divulgação/Reprodução

Conheça 10 comidas juninas veganas ou que são livres de glúten

Créditos: Reprodução

Conheça 10 comidas juninas veganas ou que são livres de glúten

Créditos: Divulgação/Reprodução

Bolo de fubá casal natureba

Créditos: Divulgação/Reprodução

Geleia de abóbora - Casal Natureba

Créditos: Divulgação/Reprodução

Por mais ofuscadas que as festas juninas estejam com a Copa do Mundo acontecendo aqui no Brasil, ainda é possível aproveitar todas as comidas típicas que essa época oferece. Mas e as pessoas que possuem dietas com restrições alimentares como os celíacos, que não podem ingerir glúten, quem tem intolerância a lactose, ou ainda pessoas que são veganas podem aproveitar essa época do ano?

O Vírgula Lifestyle descobriu quais são as vantagens de uma dieta vegana ou sem glúten e sem lactose, as dificuldades e ainda descobriu algumas delícias juninas para as pessoas aproveitarem a época sem medo de quebrar a dieta.  Veja na galeria acima os que separamos para você.

Veganismo

Pessoas veganas não consomem nenhum tipo de produto que tenha origem animal, desde carne e derivados, como leite e ovos, até objetos feitos de couro e afins.

De acordo com o biólogo especializado em nutrição Sergio Greif, que também é vegano, a maior vantagem nesse tipo de dieta é que a pessoa que a adota deixa de participar da exploração animal. Já em relação à saúde, ele afirma que ser vegano também traz benefícios pois envolve um menor consumo de gorduras saturadas, colesterol exógeno e proteínas, além de um maior consumo de vitaminas, minerais, antioxidantes e fibras.

Cristina Mallmann Natan Wolf, da empresa Casal Natureba, que são veganos há um pouco mais de um ano, asseguram que se esse tipo de dieta é feita corretamente, traz benefícios que vão desde “não se sentir pesado” até “melhoras no funcionamento do organismo”.

Entretanto, pessoas que escolhem se tornar veganas também passam por algumas dificuldades. Cris Maejima, proprietária da Vegan Cakes, afirma que os maiores desafios aparecem quando ela vai a algum restaurante que não possui nenhum prato vegano que não seja salada ou batata frita.

Nathalia Soares, do site Chubby Vegan, considera que a cada dia que passa os problemas estão diminuindo, apesar de ainda existirem. Ela considera a maior deles o fato de não encontrar com facilidade alguns dos ingredientes para o preparo dos pratos.

Eliminando o glúten e a lactose

Existem muitas pessoas que são celíacas ou que possuem intolerância a lactose, mas não são apenas essas pessoas que escolhem cortar isso de suas vidas. Débora Costa, do site Sem Glúten Sem Lactose, não é intolerante, mas procura comer alimentos que não possuam leite e seus derivados e sem glúten também.

Mesmo pessoas que toleram lactose e glúten se beneficiam de dietas livres dos mesmos. “Ela pode não mostrar reações agudas à lactose, mas ainda assim não irá absorvê-la. Não experimentará episódios como os vividos por pessoas intolerantes, mas certamente poderá ter algum grau de desconforto”, explica Sérgio Greif.

Ele defende que “o glúten não afeta apenas os celíacos. Esses apenas são mais sensíveis a ele. Mas ele afeta o sistema imunológico de todas as pessoas, por isso ainda que consumido deve ser feito com moderação”.

Como dificuldades, novamente são ressaltados os dias de quebrar a rotina. Débora afirma que os momentos de ir a jantares na casa de amigos estão entre as situações mais complicadas.

Como curtir as festas juninas?

Apesar do que pode ser pensado num primeiro momento, curtir as festas juninas e todas as suas comidas típicas sem sair da dieta vegana e sem consumir glútem e lactose é mais fácil do que se pensa.

Muitas festas juninas são feitas especialmente para esse público, como a da Veg Nice, que acontecerá em São Paulo.

Além disso, algumas das comidas típicas de festa junina já são normalmente livres de glúten e produtos originados dos animais, como o milho verde e a pipoca. Também existem outros produtos que são especialmente adaptados para o público vegano e que não consome glúten.

Sugerir correção

Recomendados para você

Relacionados ao assunto

Carregar mais

Comentários