Amanda Seyfried, sobre viver atriz pornô em Lovelace: 'A nudez não me assustou; as surras sim'

Amanda Seyfried (Os Miseráveis), que vive Linda Lovelace em uma cinebiografia sobre a ex-estrela da pornografia, garante que não teve medo de ficar nua no set. No entanto, ela admite que teve receios quanto as cenas de agressão sofridas pela personagem.

VEJA+


"Foi um papel arriscado, mas a nudez não me amedrontou. Eu tinha mais receio de algumas surras e violências que ela sofreu. Mas ela era uma mulher corajosa, e eu nunca fui tão afetada por um papel como por este", afirmou, em entrevista ao jornal Mirror.

"A história de Linda Lovelace é um lugar muito sombrio para se ir. Não pudemos mostrar metade do que ela passou, mas ainda assim nosso filme é uma experiência bem pungente", disse.

A atriz admite que pensou que o filme poderia "arruinar" sua carreira, mas afirma que gosta de papéis que a amedrontam. "Era a minha chance de mostrar à indústria, de ser reconhecida", explicou.

O filme, dirigido por Rob Epstein e Jeffrey Friedman, promete mostrar a ascensão à fama de Linda Boreman, que se tornou uma das maiores estrelas da indústria pornô após protagonizar Garganta Profunda, em 1972.

Com James Franco, Peter Sarsgaard, Chloë Sevigny e Juno Temple, Lovelace tem data de estreia programada para o próximo dia 30 de agosto no Brasil.

Você também pode gostar de:

Comentários: