Palmirinha fala sobre volta à TV aos 81 anos: "Agora é vida nova"

Com jeito de vovó e mão cheia na cozinha, a culinarista Palmirinha Onofre, 81 anos, está de volta à televisão com o Programa da Palmirinha, do canal Bem Simples. No programa, além de ensinar receitas, ela conta histórias sobre sua vida relacionadas à culinária.

A apresentadora, que estava afastada das telinhas desde 2010, quando saiu da TV Gazeta, se diz muito contente por poder compartilhar novamente suas receitas caseiras com suas "amiguinhas" e garante que, daqui para frente, só quer falar sobre "coisas novas".

"Fizemos um programa totalmente novo, que não tem nada a ver com o da Gazeta. Somente se iguala na arte da culinária", disse a apresentadora em entrevista ao Virgula Diversão.

No bate-papo, Palmirinha falou também sobre seus apresentadores de programas de culinária preferidos, contou um pouco mais sobre o novo programa e explicou por que fez questão de levar consigo o boneco Guinho para o Bem Simples. Confira.


Como é estar de volta à televisão, após dois anos afastada?

É sempre uma alegria estar junto das minhas amiguinhas e poder fazer o que eu mais gosto, que são as minhas receitas. O carinho do pessoal do Bem Simples foi tão grande que me senti em casa e muito emocionada por estar de volta.

É verdade que a senhora só voltaria à televisão se estivesse acompanhado de seu boneco, o Guinho, em seu novo programa?
Sim, aonde eu vou, ele vai junto. Ele é o meu netinho querido. Sem ele, ficaria faltando um ingrediente muito especial de todas as minhas receitas que é aquele carinho que as avós têm pelos seus netos. Só voltaria à televisão se o meu bonequinho fosse junto.

Você manteve contato com seus fãs enquanto esteve afastada?
Nestes dois anos em que estive afastada da televisão, fui muito solicitada para participar dos programas das emissoras e tenho atendido a muitas solicitações da imprensa, que nunca me abandonou e sempre me tratou com carinho. Também tenho Facebook e Twitter. Com eles, fiquei mais perto das minhas amiguinhas desde que eu me afastei do programa diário da televisão.

A senhora chegou a dizer, anteriormente, que gravar um programa diário novamente estaria fora de cogitação. O ritmo de um programa semanal, de fato, é o ideal ou, ainda assim, foi cansativo?
Já gravei todos os episódios da primeira temporada com um ritmo bem mais tranquilo do que na época em que fazia o programa diário. A equipe que me ajudou foi maravilhosa. Hoje tenho mais tempo para curtir a minha família.

Para a se senhora, quais são as principais diferenças do seu programa na Gazeta para seu programa novo?
Fizemos um programa totalmente novo, que não tem nada a ver com o da Gazeta, somente se iguala na arte da culinária. Agora é vida nova, afinal daqui pra frente só quero falar de coisas novas.

Hoje, há muitas atrações, na TV aberta e na paga, que falam sobre culinária. A senhora costuma se inspirar nesses programas para criar receitas? De que apresentadores gosta?
Gosto muito do Edu Guedes, do Olivier Anquier, da Heaven Delhaye, do Daniel Borck – adoro ele... Tem um pessoal muito bom fazendo culinária. Às vezes, quando vou comer em um restaurante, só o fato de provar um prato, já estou trabalhando. Busco muita inspiração em livros antigos que tenho. É assim que começo a criar novas receitas.

No começo de sua carreira na televisão, a senhora trabalhava com a Ana Maria Braga. A senhora mantém contato com ela? Acompanha o Mais Você?
Adoro a Aninha e tenho um carinho muito especial por ela. Sempre que posso assisto ao programa Mais Você. Ela faz parte da minha história na televisão.

A senhora é conhecida por ensinar pratos caseiros. Mas também gosta de pratos sofisticados e restaurantes "chiques"?
Não há nada como uma boa comida caseira... Mas é claro que sempre que posso, vou conhecer restaurantes e também outras receitas. Isso me inspira no meu trabalho.

Se a senhora tivesse de eleger um prato para passar a receita para os seus netos e chamá-lo de "a receita de família", qual seria? Por quê?
Cada neto gosta de algo especial, mas algo que não pode faltar é o bolo de chocolate melecado da vovó, que todos adoram.

E a senhora acompanha outros programas de televisão? Do que gosta de ver?
Adoro assistir à televisão e gosto de acompanhar tudo o que acontece na telinha. Ultimamente acompanho muito o Canal Bem Simples. Fico muito feliz por esta juventude que está na televisão. No meu tempo não existia faculdade de gastronomia. Hoje, os jovens têm bastante espaço e, por isso, têm de aproveitar este momento.

Comentários: