Gols contra a África do Sul colocam Neymar como o 11º maior artilheiro da seleção

Três tentos anotados no último amistoso antes da convocação final fez com que o camisa 10 chegasse a 30 gols em 47 jogos

Fonte: Mowa Press

Destaque da vitória do Brasil por 5 a 0 contra a África do Sul, na última quarta-feira (05), no Soccer City, o atacante Neymar mostrou mais uma vez que é um talento precoce. Ao marcar três vezes contra os sul-africanos, o jovem de apenas 22 anos de idade chegou a 30 gols com a camisa da Seleção Brasileira e se tornou o 11º maior artilheiro da história da equipe pentacampeã mundial.

VEJA+

Neymar superou, em uma tacada só, Luis Fabiano e Kaká, ambos com 29 gols, e agora divide a posição com Zizinho, craque brasileiro dos anos 50. Porém, o atual camisa 10 da seleção tem um aproveitamento maior que Zizinho. O jovem revelado pelo Santos alcançou a marca em 47 jogos pelo Brasil, enquanto que o ídolo de outrora precisou de 53.

O líder dos maiores artilheiros da seleção segue sendo Pelé, com 77 gols em 92 partidas. Ronaldo é o segundo, com 62 em 98 jogos. Romário, com 55 gols, Zico, com 48, Bebeto, com 39, Rivaldo, com 34, Jairzinho e Ronaldinho Gaúcho, ambos com 33, e Ademir de Menezes e Tostão, com 32 cada, completam a lista do Top 10.

Feliz com o desempenho de sua grande estrela, o técnico Luiz Felipe Scolari sabe da importância do camisa 10 do seu time, por isso já deixou claro que pretende blindá-lo ao máximo até a Copa.

“A nuvem foi embora. A importância é que o Neymar se sinta feliz. Ele vem crescendo de produção lá no Barcelona. Aqui é um pouquinho diferente do Barcelona. Mas ele se sente bem lá e muito bem aqui também”, destacou o treinador, mostrando preocupação com a cabeça do camisa 10.

Você também pode gostar de:

Comentários: