No Porto, Liédson é tratado como juvenil, segundo ex-capitão

Fonte: efe

Depois de sair do Corinthians e ter passagem apagada no Flamengo, Liédson foi emprestado para o Porto, de Portugal. Ídolo do rival Sporting, o atacante de 35 anos não está tendo as oportunidades que seu status previa, segundo matéria do site do jornal português A Bola desta segunda-feira (01).

“A situação do Liédson é uma aberração. O Porto tem estado, em muitos momentos, com dificuldades para finalizar e, mesmo contra times mais fracos, joga sempre com um ponta de lança - não muda nada. O Liédson é um jogador de qualidades conhecidas mas, ou está muito lento ou com problemas físicos. Não entendo”, disse Rodolfo Reis em declarações à rádio portuguesa Antena 1.

Rodolfo, que jogou no Porto entre os anos 1970 e 1980 é ídolo portista e o único jogador até hoje que nunca vestiu outra camisa além da dos dragões.

“Se, como aconteceu várias vezes com o Olhanense e outras equipes menores, o jogo estiver empatado em zero, o Porto tem de mudar a estratégia e jogar com dois pontas de lança. O Liédson devia começar a faturar em relação ao dinheiro que o Porto gastou para se reforçar. Até o momento, penso que ele está sendo tratado como um juvenil”, resumiu o ex-meia, citando a má fase do ataque azul e branco, criticando a fortma de jogar do time e o custo-benefício que o clube está tendo em relação ao atleta.

O Porto é o segundo colocado do campeonato português com 60 pontos, quatro atrás do Benfica, sendo que ambos estão invictos. Apesar da reclamação, os dragões têm 55 gols no torneio, o segundo melhor ataque, também só perdendo para os encarnados, que tem 66.

Liédson, que atuou em somente três partidas, ainda não marcou com a nova camisa.

 

 

Você também pode gostar de:

Comentários: