Na reta final de Salve Jorge, Adriano Garib fala sobre Russo: 'Quero que ele sofra para morrer'

Fonte: Rede Globo/Raphael Dias

Defender o personagem está bem longe do pensamento dos atores que vivem os vilões de Salve Jorge. Diante de um tema tão preocupante como o tráfico de pessoas, Adriano Garib não quer saber de um final sem sofrimento para Russo, depois de todas suas maldades.

Em entrevista para o jornal Extra, desta quarta-feira (24), o ator falou sobre o desfecho de seu personagem: "Se ele for preso, se entregar ou cair de forma patética eu lamentaria, mas teria que aceitar porque é a Gloria (Perez) quem escreve, mas acho pouco".

Ele ainda foi mais drástico: "Não quero que ele só morra, mas que sofra para morrer, acredito que essa seja a expectativa do telespectador. Ele tem que ser castigado. Espero que seja uma morte brutal e que dê trabalho para fechar a novela com chave de ouro".

Além dele, Claudia Raia também chegou a arriscar um final para Lívia Marini, em entrevista para O Estado de São Paulo, dessa terça-feira (23): "Ela devia levar uma surra de todas as presas na cadeia. E, depois de muito machucada, receber uma sentença perpétua. Só a cadeia é pouco. No Brasil, a gente não tem pena maior que essa. As pessoas são pegas e, em dois anos, são soltas".

Você também pode gostar de:

Comentários: