Menino que nasceu com "casco de tartaruga" é operado por médicos britânicos

Fonte: Reprodução/The Sun

Didier Montalvo nasceu com uma doença congênita que fez crescer um excesso de pele em suas costas, formando algo parecido com um casco de tartarugas. Depois de seis anos convivendo com a estranha marca de nascença, o pequeno colombiano foi operado por médicos britânicos. 

 

Morador de uma pequena aldeia, o garoto foi proibido de ia à escola, pois as pessoas achavam que ele pudesse ser um "ser amaldiçoado" por forças do mal. Para aumentar ainda mais as lendas em torno de Didier, ele ainda nasceu em uma noite de eclipse, o que para muitos é tipo como um mau sinal. 

Como seus pais não tinham recursos para a operação do garoto, Didier foi crescendo com o problema, até que o cirurgião plástico Neil Bulstrode soube da história e resolveu ajudar. Ele levou sua equipe até Bogotá, capital da Colômbia, e conseguiram operar o menino. 

“Foi o pior caso que já vi”, contou o médico ao “The Sun”. Segundo ele, foram necessários vários enxertos de pele para se obter um bom resultado. “Obviamente, ele ainda precisará passar por uma série de operações dolorosas, mas sentimos que está valendo a pena. É ótimo ver as fotos de antes e depois de Didier. Estou muito feliz com a forma como está cicatrizando”, declarou o cirurgião.

Didier após a operação

Você também pode gostar de:

Comentários: