Pontes e dutos ao redor do mundo protegem animais de atropelamentos

Fabiano Alcântara

Por

Atualizado em 10/02/2017

Montana, Estados Unidos

Reprodução/My Modern Met Montana, Estados Unidos

Leia mais

Pontes para passagens de animais têm se tornado cada vez mais usado por conservacionistas para manter bichos livres de atropelamentos.  Cada vez mais, a prática vem sendo empregada, a fim de preservar os ecossistemas.

Apenas nos Estados Unidos, estima-se que 1/5 da área do país seja afetada pelos  sistemas rodoviários. Colisões de veículos com animais custam US$ 8 bilhões por ano.

As primeiras pontes para animais surgiram na França, na década de 1950. Na verdade, a Europa ainda é líder no sector. Só a Holanda tem 66 viadutos e túneis para proteger as populações de texugos, javalis e veados.

Nos últimos 30 anos, Canadá e Estados Unidos têm cada vez mais utilizado para proteger os animais. Por exemplo, o Parque Nacional de Banff em Alberta tem uma rede de passagens subterrâneas e pontes que os animais têm cruzado desde que ela foi construída, há 25 anos.

Sugerir correção

Recomendados para você

Relacionados ao assunto

Carregar mais

Comentários