Legado

Blogueiro vê mensagens ocultas em vídeos de Lady Gaga

Virgula

Por

Atualizado em 14/04/2010

Há 57 anos atrás, o diretor da CIA, Allen Dulles, teria lançado o projeto de experiências visando o controle da mente humana, conhecido como MK-ULTRA. De acordo com os consiporólogos, utilizava-se de sugestão, drogas e outras artimanhas para transformar as cobaias em marionetes controlados pela organização americana.

O projeto teria sido abandonado nos anos 70 pelo diretor Richard Helms, que na época ordenou a destruição de todos os documentos relacionados aos experimentos. As teorias da conspiração que envolvem essas operações são ricas em detalhes e impressionam quem têm contato com as histórias.

Um desses conspirólogos é Venícius Ramos, blogueiro e estudante de medicina. Ele escreveu três artigos bastante complexos sobre a musa Lady Gaga no seu blog, Dhal. Lá, comentou algumas mensagens ocultas presentes nos clipes da cantora, relacionando os muitos símbolos usados por ela com o projeto de controle da mente, com magia negra e com ocultismo em geral.

“Essa cabeça metálica é bastante escancarada em referência a uma personalidade alternativa, como as desenvolvidas na programação MKUltra”, afirma Venícius em seu blog.

“No caso específico de Lady Gaga, e isso é até comentado na biografia dela, é público que ela foi descoberta por pessoas que não gostavam muito do estilo dela”, comentou Venícius na entrevista ao Virgula Música. “Por isso, houve uma remodelação da Lady Gaga. A meu ver, não tem como esses sinais passarem batidos. Ela foi sim remodelada. Por ela, pelos produtores, pela indústria…”

Claro que ninguém aqui está dizendo que Lady Gaga foi raptada por agentes federais e transformada em um zumbi-pop que serve às vontades do governo americano. Mas toda a simbologia envolvendo a artista é cercada de uma mística amplamente associada a círculos ocultistas.

Símbolos de referência

Lady Gaga

Tentando fugir do óbvio, como as cabeças de bodes e pessoas demonizadas em seus vídeos, as referências “cinematográficas” de seus clipes vivem esbarrando em imagens maçônicas (muito comuns em toda a cultura pop americana) e signos ligados às mais diversas conspirações.

Para Venícius, a questão principal é que esses símbolos estão nos videoclipes dos astros pop há muito tempo e que Lady Gaga está no mercado para seguir o modelo e manter as referências ocultistas em seus devidos lugares: na mídia de massas e na mente dos consumidores da indústria cultural.

“Eu acredito que sim. Essas imagens são colocada assim para manter um formato ‘funcional’ na indústria. Pelos vídeos é que você percebe como ela é um personagem. A transformação da Lady Gaga acabou dominando a música pop atual. Porquê? Porque ela é bizarra, ela é caricata, ela dá a cara a tapa. Ela abraçou todo o simbolismo que sempre esteve ali”, explicou o blogueiro.

Mas nós, que já estamos carecas de ver os rockstars fazendo de gato e sapato a lógica social, que já vimos várias vezes artistas sacaneando as convenções morais e que já rimos várias vezes de nossas caras de perplexos perante algumas atitudes bizarras dos ídolos pop, somos forçados a perguntar: Não estaria Lady Gaga fazendo pouco da indústria fonográfica e da “cultura de celebridades” quando retrata a si mesma como “vítima” da moda? Venícius concorda.

“É isso. Ela satiriza tudo”, ri o blogueiro. “Ela brinca com os símbolos. No VMA do ano passado ela foi com uma fantasia que parecia um Orixá. Todo mundo sério, de Black Tie, e ela com roupa de palhaça. Ela fez chacota de todo mundo. E isso mostra a transformação dela nesse ser bizarro. Esse ser ‘controlado’.”

Baphomet

Bahpomet, em representação tradicional do ocultismo. Veja só a semelhança com a imagem abaixo.

Lady Gaga

 

Linguagem de videoclipe

Mas vamos pensar juntos. A indústria de videoclipe vive muito de metalinguagem. Ou seja, ela representa a si mesma buscando um ciclo de referências extraídas de outros videoclipes mais antigos, num fenômeno artístico que explodiu na cara do grande público através de filmes como os de Quentin Tarantino e Oliver Stone.

Seguindo essa lógica, os clipes de Gaga vivem de milhares de referências a vídeos anteriores, mas faz questão de mostrar paralelos ligados ao ocultismo muito mais escancarados do que de seus antecessores. Saindo de caixões, queimando camas circuladas de animais de chifres e desafiando o rígido moralismo americano com cenas sensuais homosessuais (ou não) em seu catálogo de clipes.

Sabendo disso, temos que questionar se todos esses símbolos maçons, se toda essa mitologia do culto a celebridade e se todos esses signos bizarros utilizados por Gaga são mesmo extraídos de culturas ocultistas ou se são apenas detalhes estéticos que ela e seus diretores tiraram de obras anteriores. Será que todo esse misticísmo sobre a loira não passa de uma bizarra coincidência?

Lady Gaga

Lady Gaga faz referência ao “Olho que Tudo Vê”, tradicional símbolo maçônico, no clipe de Bad Romance

“Não é possível dizer ao certo se essas referências à maçonaria, pra manter o exemplo que você usou, são ou não diretas. Mas imagino que isso não pode ser uma coincidência. Ela tem muito influência de sus produtores e empresários. E como em todo meio empresarial, na música ela tem muito contato com pessoas ligadas à maçonaria”, observa bem Venícius, lembrando que a sociedade da maçonaria é muito mais presente nos EUA do que é aqui, com o maior número de membros entre qualquer país ocidental.

“A elite da música americana e muitos dos grandes ídolos pop tem sim ligações com a maçonaria. E a gente vê que muitos artístas que estão sempre na mídia expressam essa sua ligação através de símbolos. Beyoncé já mostrou isso, Rihanna já mostrou isso, enfim… A insistiencia da Lady Gaga em usar os mesmos símbolos sempre, mostra que ela ao menos quer que a gente entenda o significado deles.”

Veja abaixo um trecho do clipe de Bad Romance com o próprio Venícius explicando algumas dessas referências a sociedades secretas.

 

Se você quer saber mais sobre o assunto, visite o blog de Venícius e veja todos os artigos a respeito de Lady Gaga e das teorias conspiratórias. O Dhal não diz nenhum absurdo e nem joga a cantora na fogueira por se utilizar dos símbolos amplamente ligados à magia e o paganismo. Lá há um espaço de discussão interessante sobre o assunto e que deve ser usado para tal.

Lembre-se de que nunca é facil descreditar uma teoria como essa, por isso assista os vídeos de Gaga e conheça mais sobre o assunto. Quem sabe você também não está sob o controle da mente?

Tamanho 90×90 (destaque pequeno):
//

Tamanho 176×144 (destaque médio):
//

Tamanho 360×306 (mediabox pequeno e inclusão em matérias):
//

Tamanho 560×326 (mediabox grande):
//

Tamanho 745×725 (álbum):
//

Tamanho original:
//

Sugerir correção

Relacionados ao assunto

Carregar mais

Comentários

Os comentários estão fechados.