Lifestyle

Comportamento

Testemunha de Jeová, Coco Rocha fala sobre os desafios de conciliar a vida de modelo e a fé

Virgula

Por

Atualizado em 18/01/2013

Coco Rocha foi batizada como testemunha de Jeová em 2009 e apesar da carreira de modelo internacional de grande sucesso, ainda bate de porta em porta para divulgar sua religião. Em entrevista á revista DuJour, a canadense fala sobre os limites que impõe na hora de posar para uma campanha.

“A lista de coisas que eu não faço, comparada às outras modelos, é insana”, disse. Com um rigoroso contrato assinado antes de cada sessão de foto, a top exige não ser fotografada com nenhum objeto que represente o governo, nenhum acessório religioso, nenhuma foto em que ela exponha seu corpo e ainda ela precisa saber antes o que o modelo masculino vai vestir, se estiver na mesma foto que ela. 

Em maio do ano passado, Coco foi capa da edição comemorativa de 24 anos da revista Elle no Brasil. No entanto, a top não gostou nadinha do tratamento de imagem que a mostra em um ousado vestido de tule bordado do estilista Julien MacDonald que lembra uma pintura corporal. Coco revelou em seu blog que durante a sessão de fotos ela usou por baixo do vestido uma segunda peça que foi apagada através da edição de imagem.


À esquerda a capa editada e à direita Coco posando com o vestido segunda pele por baixo
 

“Como uma topmodel, tenho há muito tempo uma política de zero nudez ou nudez parcial nas minhas sessões de fotos. Para a capa da ‘Elle’ Brasil, usei um ‘body’ por baixo de um vestido transparente, que agora descobri ter sido ‘photoshopado’ para dar a impressão de que estava mostrando muito mais pele do que mostrei ou estava à vontade em mostrar. Isso foi especificamente contra a direção escrita e verbal que passei a toda a equipe”.

A revista posteriormente se desculpou com a modelo, mas o estrago já havia sido feito.

Sugerir correção

Relacionados ao assunto

Carregar mais

Comentários

Os comentários estão fechados.