Em carta escrita na prisão, Tupac disse que terminou com Madonna por ela ser branca

João Vieira

Por

Atualizado em 5/07/2017

Madonna e Tupac tiveram um breve relacionamento

Instagram/Reprodução Madonna e Tupac tiveram um breve relacionamento

Leia mais

O relacionamento interracial entre Tupac e Madonna terminou por ela ser branca. Foi o que o rapper, morto a tiros em 1996, escreveu em uma carta quando estava preso, em 95. O documento, assinado, foi divulgado pelo TMZ nesta quarta-feira (5).

No texto, Tupac explica que, para ele, namorar uma mulher branca vinha causando problemas entre seus irmãos da comunidade negra americana. “Para você, ser vista com um homem negro, não coloca em risco a sua carreira, no máximo faz com que você pareça mais aberta e aventureira. Para mim, no entanto, acredito que estaria decepcionando metade das pessoas que me fizeram o que sou. Jamais pretendia te machucar”, disse ele.

A carta será leiloada pelo valor inicial de US$ 100 mil (cerca de R$ 330 mil). Mopreme Shakur, irmão do rapper, já havia confirmado que os dois astros da música dos Estados Unidos tiveram um breve romance nos anos 1990. Em junho, Madonna chegou a compartilhar uma foto ao lado de Tupac no Instagram como lembrança do dia em que ele, se estivesse vivo, comemoraria 46 anos.

Happy Birthday Tupac! Not sure what my dumb ass facial expression is all about. maybe we were at the circus.

Uma publicação compartilhada por Madonna (@madonna) em

Discos póstumos que fizeram história

1 de 16
Compartilhe Twitter Google +

Makavelli – The Don Killuminati, The 7 Day Theory (1996)

Makaveli era um dos nomes artísticos de Tupac Shakur

Créditos: Reprodução

Bob Marley and the Wailers - Confrontation (1983)

O disco saiu dois anos após a morte do Rei do Reggae

Créditos: Reprodução

Sublime - Sublime (1996_

Alguns dias após a finalização do álbum, em maio de 1996, o vocalista Bradley Nowell foi encontrado morto. Mesmo assim, o álbum levou a banda ao estrelato mundial

Créditos:

Xscape, Michael Jackson (2014)

O disco do Rei do Pop saiu quase cinco anos após sua morte

Créditos:

Lioness: Hidden Treasures (2011)

Disco com gravações perdidas de Amy Winehouse, foi lançado quatro meses após sua morte em 23 de julho de 2011

Créditos: Reprodução

Janis Joplin – Pearl (1971)

Janis Joplin – Pearl (1971)

Créditos: Reprodução

Tom Jobim - Antonio Brasileiro (1994)

Lançado três dias depois da morte do compositor e maestro, em 11 de dezembro de 1994, o disco é um testamento musical e tanto

Créditos:

Notorious B.I.G. – Life After Death (1997)

Notorious B.I.G. – Life After Death (1997)

Créditos: Reprodução

Joy Division – Closer (1980)

Joy Division – Closer (1980)

Créditos: Reprodução

Marvin Gaye – Vulnerable (1997)

Marvin Gaye – Vulnerable (1997)

Créditos: Reprodução

John Lennon e Yoko Ono – Milk and Honey (1984)

John Lennon e Yoko Ono – Milk and Honey (1984)

Créditos: Reprodução

Sabotage - Sabotage (2016)

Sabotage - Sabotage (2016)

Créditos: Reprodução

Otis Redding – The Dock of The Bay (1968)

Otis Redding – The Dock of The Bay (1968)

Créditos: Reprodução

Elliot Smith – From a Basement On The Hill (2004)

Elliot Smith – From a Basement On The Hill (2004)

Créditos: Reprodução

Gram Parsons – Grievous Angel (1974)

Gram Parsons – Grievous Angel (1974)

Créditos: Reprodução

Selena – Dreaming of You (1995)

Selena – Dreaming of You (1995)

Créditos: Reprodução

Sugerir correção

Relacionados ao assunto

Carregar mais

Comentários