Daft Punk, Stevie Wonder e Nile Rogers protagonizam momento catártico no Grammy

Dos bons encontros que o Grammy 2014 promoveu, do surpreendente diálogo entre Kendrick Lamar e Imagine Dragons, ao momento histórico protagonizado pelos dois remascente dos Beatles vivos, Paul McCartney e Ringo Starr, o momento mais catártico da noite foi a apresentação ao vivo do Daft Punk.

Veja a performance


Tendo Pharrell Williams como crooner e mestre de cerimônias, os robôs contaram com ninguém menos que o herói da soul music, Stevie Wonder no palco, além do guitarrista Nlle Rodgers, do Chic, parceiro do Daft e coautor na faixa que eles escolheram, não poderia ser outra: Get Lucky. 

No palco também estavam músicos da pesada que gravaram o disco Random Access Memory, como o baterista Omar Hakim.

Em um cenário que imitava um estúdio, um vidro separava a banda da "técnica". Até que no meio da música o vidro levantou e lá estavam Guy Manuel de Homem-Christo e Thomas Bangalter, todos de branco. As câmeras focalizaram uma série de celebridades dançando e sorrindo, McCartney, Jay-Z e Beyoncé e Yoko Ono, fazendo o símbolo da paz e amor, ao lado do filho que teve com John Lennon, Sean.

O duo de música eletrônica de origem francesa Daft Punk ganhou o prêmio de melhor gravação e música do ano por Get Lucky, cuja cerimônia se realizou no pavilhão Staples Center de Los Angeles (EUA).

Os robôs ficaram também com os fonógrafos dourados de melhor disco de eletrônica ou dance por Random Access Memories e melhor de duo ou grupo, também por Get Lucky, e álbum do ano.

Você também pode gostar de:

Comentários:

Álbuns em destaque

TOP 3+ LIDAS

Últimas Notícias