Hit no Youtube, grupo Pollo explica sucesso repentino: "Não estaríamos aqui sem a internet"

"Somos apenas três moleques que gostam de fazer um som maneiro. Essa é a nossa filosofia de vida, fazer música e divertir as pessoas", é assim que Adriel de Menezes, 21 anos, define o trabalho que faz ao lado dos amigos Luiz Tomim (20) e KalfaniMinkah (15), no coletivo Pollo.

Sucesso no Youtube com a faixa Vagalumes, parceria com Ivo Mozart, que até a manhã desta terça (19) somava 16 milhões de visualizações, o grupo de Pirituba, bairro da zona oeste de São Paulo, também já alcançou a liderança no ranking de mais pedidas das rádios populares de todo o Brasil. Os dados são da lista Brasil Hot 100 Airplay, gerenciado pela revista Billboard e pela empresa Crowley. 


"Foi tudo sem pretensão. Fizemos a música e convidamos o Ivo, que também é lá de Pirituba, para participar. Gravamos o clipe em quinze minutos e lançamos escondido da nossa produtora. Tínhamos lançado um outro vídeo fazia menos de um mês, e a ordem era segurar, mas não conseguimos. Nunca imaginei que pudesse fazer tanto sucesso em tão pouco tempo", conta Adriel. 



Formado em 2010, o coletivo surgiu após uma brincadeira entre os amigos de infância Luiz e Adriel. "Sempre gostamos de rap. Em um determinado momento rolava uma brincadeira entre a nossa galera de fazer umas rimas e postar no Youtube", relembra Tomim, que acrescenta: "muita gente começou a comentar, curtir e compartilhar. Foi nessa época que veio a ideia de gravar um single no estúdio de um amigo". 

Sem pensar duas vezes, Adriel vendeu seu carro, Luiz largou o emprego, e o Pollo, na época ainda uma dupla, abriu os trabalhos com a faixa Trama. "Eu achei que o resultado seria rápido, mas não fez muito sucesso não. Então, gravamos PiritubaCity, que estourou na internet", conta Adriel. "Em menos de uma semana o vídeo já tinha mais de 2 milhões de exibições. Todo mundo perguntando sobre shows e tudo o mais, só que faltava um bom DJ." 



Alguns meses depois foi a vez do DJ Kalfani Minkah, de 15 anos, filho de KL Jay, do Racionais MC's, completar o time. Em aproximadamente dois anos de estrada, a carreira dos jovens teve um ascensão vertiginosa. Milhões de exibições no Youtube, apresentações no Festival Planeta Atlântida e, finalmente, o lançamento do primeiro álbum: Vim Pra Dominar o Mundo, bancado pela gravadora independente Radar Records, que lança de sertanejo a coletâneas de jazz. "É apenas um cartão de visitas. É simbolíco, lançar um disco hoje não vale de mais nada", explica Adriel. 

"Todas as nossas músicas estão na rede para download. Se você não dá as músicas para as pessoas ouvirem, ninguém vai frequentar o seu show", raciocina. O rapper também é enfático ao falar sobre a importância da internet na carreira de sua banda. "Se não existesse internet, pode ter certeza que não estaríamos aqui. É preciso tirar da cabeça essa ideia de que o que surge na internet não merece atenção, que não deve ser levado a sério." 

Em comum acordo com seus companheiros, Luiz prefere não rotular o trabalho do Pollo. "Nosso som não tem um rótulo, misturamos tudo, é a essência do rap com tudo o que a gente gosta e sempre ouviu. Por isso, o nome Pollo, que em espanhol quer dizer galo. Mandamos no nosso pedaço e fazemos o nosso som", resume.

"Nossa influências são nomes como Criolo e Emicida, que abriram novamente as portas do rap para o público. Além, é claro, dos Racionais, que são a lenda do estilo no Brasil. Mas a grande diferença é que todos eles falam sobre violência, problemas sociais, e nossa onda é falar sobre coisas boas, sobre o nosso rolê e sobre amor", garantem.

Para 2013, além de aproximadamente 15 shows mensais, o grupo pretende lançar seu primeiro DVD. "Vamos fazer uma coisa diferente de tudo o que existe por aí", afirma Adriel. "Nossos planos são grandes, mas não podemos contar, pra não estragar a surpresa.", finaliza Tomim. 

Comentários: