Bob Dylan sobre crítica dos fãs: "Quero que todos eles apodreçam no inferno"

Bob Dylan soltou o verbo durante uma entrevista ao jornal The Guardian. O músico declarou que os fãs que o chamaram de traidor na década de 60, quando ele trocou seu violão acústico por uma guitarra elétrica, deveriam 'arder no inferno'. 


"Todos esses filhos da mãe poderiam apodrecer no inferno", disse sobre um marcante show no festival de música folk em Newport, em que o músico foi muito vaiado pelo público por abandonar suas raízes acústicas e investir no rock'n'roll.  

Respondendo às acusações de que teria plagiado o trabalho de outros autores em seu novo álbum, Dylan foi categorico: "Estas são as mesmas pessoas que me chamaram de Judas, o traidor. Judas, o nome mais odiado da história humana! Se você acha que você foi chamado um nome ruim, não deve ter passado por isso". 

"No Folk e no Jazz a citação é uma tradição bonita e enriquecedora. Caso eu não falasse sobre Henry Timrod, ninguém saberia quem ele é", finalizou sobre as citações que fez do livro Confessions of a Yakuza, de Junichi Saga e do poeta do Henry Timrod, no álbum Tempest

<iframe width="636" height="358" src="http://www.youtube.com/embed/aZRvlitbabk" frameborder="0" allowfullscreen></iframe>

Você também pode gostar de:

Comentários: