Marilyn Manson recebe carta ameaçadora do assassino em série Charles Manson

Marilyn Manson recebeu uma estranha carta aberta do assassino em série Charles Manson, que inspirou o seu nome artistíco. Escrita da cela da prisão, onde se encontra desde 1969 cumprindo pena de prisão perpétua, a curiosa carta apresenta um tom ameaçador. 


"Levou muito tempo para chegar aonde eu possa atingir M. Manson. Agora eu tenho uma proposta – veja a minha não lucrativa ATWA e dê a Manson o que acha que deve receber por Ar, Árvores, Água e você. Ou eu pagarei pelo que ele fez – a música que transformou Manson no Diabo de Abraxas, eu tenho CERTEZA que você vai querer um pouco daquilo que tenho para você. Isso está longe de ser equilibrado." 

A carta continua no mesmo tom: "Está além de bom e mau, certo, errado. O que você não faz é o que eu farei - o que você cantou junto, deixou acontecer e disse ter me ajudado em vários pontos. Eu não preciso, não é necessário e nem quero. Jogando – jogar. Dançarinos fantasmas matam juntos e você apenas está no meu túmulo. "Corona-coronas-coronae" – você me viu do lado de baixo, com tudo sobre mim". 

Vale lembrar o nome Marilyn Manson é uma combinação do nome da atriz Marilyn Monroe e de Charles Manson, o criminoso que foi condenado à prisão por ter planejado uma série de assassinatos em Los Angeles em 1969, incluindo o da atriz Sharon Tate, que estava grávida do marido, o cineasta Roman Polanski.



Você também pode gostar de:

Comentários:

Álbuns em destaque

TOP 3+ LIDAS

Últimas Notícias