Sexo sadomasoquista: 4 benefícios que você precisa conhecer

Por

Atualizado em 14/02/2017

Foto: divulgação

Leia mais

Sexo sadomasoquista podem trazer muitas vantagens para seus praticantes. É o que defendem alguns terapeutas e especialistas em sexualidade pelo mundo. Essa discussão voltou à tona com o sucesso de ‘50 Tons Mais Escuros’, em cartaz nos cinemas. No filme, o público acompanha as estripulias sexuais de Christian Grey (Jamie Dornan) e seu fetiche pelo BDSM, sigla em inglês para sexo envolvendo amarras, dominação, submissão, sadismo e masoquismo. “BDSM pode ser bastante excitante e levar as pessoas a explorar desejos desconhecidos”, afirma Ian Kerner, psicoterapeuta baseado em Nova York, em entrevista ao site britânico Mail Online.

Ele e outros especialistas ouvidos apontaram 4 vantagens nesse tipo de prática sexual. Se você tem vontade de experimentar, esse pode ser um bom argumento para começar. Se não, tudo bem. Os especialistas dizem que as práticas sexuais comuns também são bastante benéficas para o nosso organismo. De qualquer forma a regra é fazer o que deixa feliz e confortável.

Reduz os níveis de estresse

Um estudo realizado em 2009 pela Universidade de Illinois, nos Estados Unidos, verificou que os níveis de cortisol, o hormônio do estresse, diminuem sensivelmente depois de práticas sadomasoquistas. Para o estudo, eles recrutaram sete casais e observaram o comportamento deles depois da prática sexual.

Em um segundo estágio da pesquisa, os cientistas perceberam que o cérebro dos praticantes entrava em estágio conhecido como ‘flow stage’, Nesse estágio, a mente fica completamente absorta na atividade que está sendo praticada, dando ao paciente uma sensação de profundo prazer.

Aumenta a imunidade

Práticas conhecidas como espancamento e punição aumentam o fluxo sanguíneo para o cérebro. A maior circulação de sangue leva nutrientes e mais oxigênio e hormônios aos músculos, além de remover as substâncias que causam fadiga e e mesmo doenças ao cérebro. Esse processo de limpeza é a chave para o fortalecimento do nosso sistema imunológico. Segundo os especialistas, as práticas sexuais comuns também promovem essa dinâmica no nosso organismo, mas não com a velocidade e eficiência do sexo sadomasoquista. “A pele é o maior órgão do nosso organismo. Então, o toque, o sexo estimulam milhões de receptores. Esse estímulo pode ser muito benéfico para todos nós”, afirma Sandra LaMorguese, sexóloga americana ouvida pelo Mail Online.

Aumenta os níveis dos hormônios do bem-estar

Sexo sadomasoquista exige de seus participantes uma linguagem mais clara e objetiva sobre os desejos sexuais. Essa comunicação direta, que inclui palavras de segurança para que nada saia errado e ninguém ultrapasse os limites físicos do parceiro estimula o organismo a produzir a serotonina, o hormônio do prazer, que faz os indivíduos se sentirem felizes e bem dispostos.

Melhora a saúde mental

Estudos mostram que os praticantes de sexo sadomasoquistas são mais extrovertidos, menos propensos a desenvolver neuroses. Além disso, são mais abertos a mudanças e a experimentar coisas novas.

 

Madonna e Katy Perry em ensaio com inspiração sadomasô

1 de 8
Compartilhe Twitter Google +

Madonna e Katy Perry em ensaio com inspiração sadomasô

Créditos: Reprodução/Idolator

Madonna e Katy Perry em ensaio com inspiração sadomasô

Créditos: Reprodução/Idolator

Madonna e Katy Perry em ensaio com inspiração sadomasô

Créditos: Reprodução/Idolator

Madonna e Katy Perry em ensaio com inspiração sadomasô

Créditos: Reprodução/Idolator

Madonna e Katy Perry em ensaio com inspiração sadomasô

Créditos: Reprodução/Idolator

Madonna e Katy Perry em ensaio com inspiração sadomasô

Créditos: Reprodução/Idolator

Madonna e Katy Perry em ensaio com inspiração sadomasô

Créditos: Reprodução/Idolator

Madonna e Katy Perry em ensaio com inspiração sadomasô

Créditos: Reprodução/Idolator

Sugerir correção

Relacionados ao assunto

Carregar mais

Comentários