Bebeu todas ontem? Veja como se recuperar com o nosso Manual da Boa Ressaca

Giovanna Tavares

Por

Atualizado em 25/12/2016

Manual da Boa Ressaca

Reprodução Manual da Boa Ressaca

Tá puxado, né? Rapaz… Dor de cabeça, enjoo, tontura, vontade de ficar na cama até 2017 e outros clássicos sintomas da ressaca costumam dar as caras nessa época do ano, quando todo mundo arranja um motivo para celebrar – mesmo depois de um ano caótico como 2016, claro. Ontem você deve ter misturado cerveja com uísque, espumante, cidra cereser, vinho e qualquer outro alcoólico que surgiu pela frente.

Essa vontade de morrer que deve ter batido agora, em pleno aniversário de Cristo, é totalmente compreensível.

Para evitar essa cilada do mal-estar numa próxima festança, como no Ano Novo, basta seguir o velho e bom conselho dos pais e avós: vá com calma na cachaça, coma direito e beba bastante de água. No fim, não tem segredo ou fórmula mágica, viu, gente? Não tome doses além da conta se não quiser pagar aquele mico básico na frente da avó ou do tio do interior e colher os frutos amargos da ressaca no dia seguinte.

Mas já que a jiripoca já piou e você entornou todas, vamos falar de coisa boa. O Virgula preparou um guia esperto com dicas, receitas e truques que ajudam a combater a ingrata da ressaca de Natal. Se liga no esquema:

1 – Manda ver na água e no Gatorade

Vamos começar pelo óbvio, gente? Você não foi tantas vezes ao banheiro, ontem, à toa. O álcool é um poderoso diurético, ou seja, faz com que o organismo dispense muita água. Devidamente desidratado, o corpo – e o cérebro – parecem funcionar em velocidade reduzida. A dica é beber muita água e comprar um isotônico para repor sais e minerais que foram embora com o xixi durante a bebedeira. Ah, a água de coco também tá liberada!

2 – Yes, nós temos bananas

O potássio sofre com o álcool, viu, e talvez o Gatorade não dê conta de repor tudo o que você perdeu depois da festança. A falta dele tem efeitos sérios no funcionamento dos músculos e das células nervosas. É por isso que nos sentimos tão exaustos depois de beber tanto, entende? Para recuperar a vitalidade, a dica é comer bananas sem fazer cara feia, por mais que seu organismo queira coisinhas leves como um hambúrguer ou uma feijoada. Bananas, sim; coisas pesadas, não.

3 – Cama e banho frio

Não adianta chorar pelo leite derramado, meus amigos. O estragado tá feito? Bem, resta cuidar do corpo e esperar pela recuperação do organismo. Não há como se livrar da ressaca sem um merecido descanso, pode acreditar. É por isso que tanta gente se arrepende da bebedeira – você compromete praticamente um dia inteiro, como se estivesse doente, graças a algumas doses a mais. Se puder, durma bastante, assista a algum filme, leia… Só não invente de cansar ainda mais o corpo. Outra dica é tomar uma chuveirada morna ou fria, que estimula a circulação sanguínea e aumenta a pressão arterial, em baixa devido ao excesso de álcool. No verão, então, melhor ainda!

4 – Que mané café!

Você deve ter ouvido por aí que não há nada como uma boa xícara de café para levantar o ânimo e espantar a bad vibe da ressaca. Errado. O café é um estimulante e pode irritar, ainda mais, o estômago – que já está bem judiado depois de todas aquelas bebidas e comidas que você mandou para dentro ontem. No lugar dele, a dica é repousar e preparar um chá calmante, como os de camomila, erva-cidreira ou hortelã. A bebida quentinha vai cair como um abraço nesse dia tão complicado.

5 – Mais álcool?

Ressaca? Mas que ressaca? De acordo com a sabedoria popular, combate-se o álcool em excesso com… Mais álcool. Então, você acorda virado, enjoado, com aquela dor de cabeça dos infernos e resolve tomar uma cervejinha para aliviar o estresse, sem compromisso. As doses adicionais de álcool podem mascarar o mal-estar, mas não o aliviam. Algum tempo depois, você sentirá a ressaca batendo ainda com mais força. É tentar “tapar” o sol com a peneira, entende? Melhor dar uma segurada, de verdade.

6 – Remédios e analgésicos

É bem melhor se cuidar sem precisar apelar para a caixinha de remédios de casa? É, sim. Mas ninguém precisa ficar sofrendo, à toa, quando nem chás, banho gelado e alimentação leve dão jeito. Se esse é o seu caso, saiba que alguns remedinhos podem dar uma aliviada nos sintomas da ressaca. A dica é tentar algum remédio para combater a náusea (e dar aquela cochilada gostosa, depois) ou tentar o paracetamol em caso de fortes dores de cabeça. Há luz no fim do túnel.

7 – Pratinho saudável

O espírito de ressaca diz: coma hambúrguer! Batata-frita! Bacon! Muita fritura! Gordura, por favor! O espírito do bom senso, por sua vez, pondera: calma, fera. O álcool dá uma bela agredida no seu estômago durante a farra; a última coisa que ele precisa, portanto, é de mais agressão, né? Em vez de correr para o fast-food mais rápido, procure lugares com refeições leves e saudáveis, capazes de matar a fome sem jogar uma bomba de gordura no estômago. Faz toda a diferença, acredite.

Sugerir correção

Relacionados ao assunto

Carregar mais

Comentários