Você sabe compartilhar arquivos pela web? Não? Então o Virgula Tech te ajuda

A troca de arquivos pela internet virou febre quando o Napster surgiu com a intenção de facilitar a troca de arquivos entre internautas de todos os lugares do mundo. O software, muito bem vindo para as pessoas, era recriminado por empresários da música, do cinema, da televisão. Logo, seus criadores foram processados e tiveram que transformar o Napster em uma loja virtual, assim como é a Apple Store, de Steve Jobs. A indústria não percebeu e as pessoas ficaram perdidas com o costume de fazer uploads e downloads de suas músicas, filmes e séries. Não demorou muito para surgir outros programas, como o eMule, o Limeware e o Torrent. Estes softwares fizeram a cabeça dos internautas e, atire a primeira pedra, quem não tem nenhum deles instalados em seu Mac ou PC. Mesmo que estes três programas ainda sejam fenômenos em plena Web 2.0, muitas pessoas não sabem usá-los, por mais simples que seja o processo. Também há outros programas que substituem facilmente estes citados acima, mas que são desconhecidos, porém, não menos eficiente. Hoje em dia virou moda assistir a um filme que ainda não entrou em cartaz nos cinemas brasileiros; uma série que demora um tempão para chegar aos canais a cabo do Brasil - sem falar no tempo que as séries demoram para chegar aos canais abertos, como Globo, SBT, Record - e até mesmo um CD ou DVD que ainda não está à venda no Brasil. Para que você não fique atrás de milhões de pessoas, o Virgula Tech lhe dá uma ajudinha para você ficar por dentro dos programas e seus respectivos funcionamentos na Era da Internet. Como Funciona? A troca de arquivos, seja pelo sistema P2P ou por Torrent, permite a um usuário postar o que ele deseja na internet. Com o arquivo no seu HD, ele joga este na rede. A partir do momento que uma pessoa começa a baixá-lo, logo poderá ser visto no PC principal que alguém faz o download do seu arquivo. Caso outra pessoa também decide baixar o mesmo arquivo, ela pega o arquivo não só de uma, mas de suas pessoas ao mesmo tempo. A regra em redes P2P e Torrent é esta: quanto mais usuários tiverem um mesmo arquivo, mais rápido será o seu download. E não pense que é só baixar o arquivo que lhe interessa e fechar o programa. Muitos softwares que permitem a troca de arquivos entre usuários cedem maior velocidade de download caso você também deixe o arquivo à disposição na rede. Uma troca com troco. Justa e necessária para manter a credibilidade dos arquivos. Quais Programas Devo Usar? Você quer fazer o download de algum arquivo na internet, mas ainda não se decidiu por qual programa usar? Relaxa. O Virgula Tech lhe dá uma maozinha. - Bit Torrent É o mais conhecido programa para baixar arquivos em torrent; e também o mais antigo. A interface deste software é simples e de fácil manuseio. Não há complicações, mesmo para as pessoas que sequer tenham ouvido falar em torrents. O melhor de tudo fica por conta da busca do programa. Com o Bit Torrent, você pode procurar um arquivo através dele mesmo, sem ter rodar sites e mais sites para achar um determinado arquivo. Para quem não tem um computador decente, este software é o mais indicado por ser muito leve em relação aos seus concorrentes. - uTorrent Este programa é um pouco mais avançado que o Bit Torrent. Mesmo assim, isto não faz dele a perfeição em pessoa. Assim como o programa descrito acima, basta você procurar um torrent (sistema de busca na própria interface do programa) e colocar par fazer o download. - Azureus Eis um dos programas mais eficazes para quem deseja compartilhar arquivos pela internet. O Azureus é de longe o melhor programa de torrent já criado. Mas, ao mesmo tempo, o mais complicado de se usar. Com ele, o usuário pode modificar todas as suas configurações, como velocidade de download, upload, quantas conexões "pegar" ao mesmo tempo, programá-lo para desligar assim que um arquivo for baixado. Uma das funções que mais chama a atenção, é que o Azureus detecta quais torrents que você está baixando estão com defeito. Automaticamente, ele bloqueia X conexão e já parte em busca de uma nova. Aqui também é permitido definir a que velocidade você quer fazer o download. A escolha realmente fica a seu critério, uma vez que o download pode deixar a sua navegação na internet uma verdadeira lástima. Um fator de grande importância, que os dois programas de Torrents acima não tem, é o seu sistema de busca. Ao invés de buscar torrents em um só site, ele faz a procura do arquivo desejado em inúmeros sites e lhe dá a lista completa. Mas vale lembrar que o Azureus também é o programa de Torrent mais pesado da categoria. Vale a pena colocar na balança o que você realmente fará com um programa de Torrent para instalá-lo no seu PC ou Mac. - eMule, Kazaa, Limewire, Morpheus, SoulSeek, iMesh, Shareaza e Ares Galaxy Estes programas seguem a mesma linha de raciocínio dos programas de Torrent. Mas com um detalhe: você pode fazer a busca de um arquivo no próprio software e já colocá-lo para fazer o download. Nos programas de torrents, você precisa baixar um pequeno arquivo, cujo tamanho é igual ao de um ícone, para começar baixar o arquivo que lhe convém. Todos estes programas para fazer download são bem vindos. Fáceis de usar, estão na preferência da galera que não vive um dia sem uma música nova, um episódio de um determinado seriado, um filme que ainda não estreou oficialmente no Brasil etc. Como todos são muito semelhantes, seja no espaço que ele ocupará no seu HD após a instalação, como no quesito compartilhar arquivos, a escolha do seu programa fica realmente ao seu critério. Uma dica antes de tudo é válida: eMule e Limeware são os mais usados pelos internautas. Com isto, os arquivos que você deseja baixar para o seu computador ficam mais fáceis de ser achados. Baixar ou não baixar? Eis a questão Estes programas só não deixaram de existir, pois são os usuários que trocam arquivos entre si. Não há um servidor principal que distribui as músicas, filmes, seriados, jogos etc. Portanto, na lei de muitos países, eles são legais. Todos estão cansados de saber que fazer download de um arquivo com copyright e protegido é crime. Caso você precise de um arquivo e que ele tenha direito autoral, recorra a outros meios para obtê-lo. De que vale baixar um filme, seriado ou game que você tanto gosta, sendo que o dinheiro não vai para os respectivos produtores? Tudo bem que os impostos são altíssimos e que um jogo no Brasil tem as mesmas taxas de uma máquina Caça-Níquel, mas, aos poucos, isto pode mudar se a consciência dos internautas também mudarem. A guerra da pirataria está longe de seu fim. Enquanto produtoras, distribuidoras, estúdios etc brigam na justiça para derrubar certos programas que compartilham arquivos, os internautas agradecem pela lentidão nos processos.

Comentários: