Lúcio Mauro Filho fala sobre viver Betty em A Grande Família: ‘Ela é moderna’

Redação

Por

Atualizado em 10/07/2013

Tuco, o desafortunado personagem de A Grande Família, não foge da raia quando tem de se dedicar ao trabalho de ator. Em maio, ele beijou Thiago Lacerda em cena e, agora, se faz passar pela charmosa Betty Dávila em razão de um papel de novela. Em entrevista ao Virgula Diversão, Lúcio Mauro Filho, que vive o personagem, se disse feliz por desafiar preconceitos por meio de Tuco.

“Ter personagens de mente aberta, que mostrem que a gente tem de pensar duas vezes antes de atacar com qualquer preconceito, é fundamental. Não fujo dessa responsabilidade. Trazer essas discussões para A Grande Família é importantíssimo porque é um programa sobre família. Todo mundo tem o direito de achar o que é certo e o que é errado, o que a gente não pode achar é o que o nosso certo é certo para todo mundo”, reflete.

Sobre o beijo de Tuco e Thiago Lacerda, o artista garante que se sentiu à vontade. “O Thiago é meu irmão. A Juliana, irmã dele, trabalhou comigo durante anos. Tê-lo em cena comigo foi muito divertido. O clima era de descontração total, o que só é possível tendo um amigo de verdade contracenando com você”, afirma.

Betty não é a primeira personagem travestida de Lúcio. Em Sexo Frágil, ele viveu dona Gertrudes. “Eu usei toda a minha experiência de interpretar outras mulheres para criar a Betty Dávila. Em Sexo Frágil, até eu viver a dona Gertrudes, que era uma personagem fixa, eu fiz umas 18 mulheres. Isso me criou uma espécie de portfólio de mulheres. A gente tinha a Duda Maia, que fazia toda a preparação corporal, gestual. A gente realmente estudou aquilo”, diz.

O ator confessa que necessita de paciência para se caracterizar como Betty, processo que leva cerca de uma hora e meia. No entanto, uma vez na personagem, ele se sente confortável. “O grande desafio está em você estar concentrado o tempo todo para não esquecer a brincadeira. Se não, um braço um pouco mais forte já desmonta toda a delicadeza”, afirma.

“É divertido porque não é toda hora que a gente muda de gênero para fazer um personagem tão distante da gente quanto uma mulher”, diz o ator. “Muitas pessoas vêm falar comigo que a Betty está linda, que ela é moderna, então é um barato você receber um elogio desses na rua. A repercussão tem sido muito positiva. Eu estou muito feliz e acredito que a personagem deve ficar até o fim dessa temporada”, afirma.

Sugerir correção

Recomendados para você

Relacionados ao assunto

Carregar mais

Comentários

Os comentários estão fechados.