Disney exibe primeiro beijo gay em uma animação sua

Por

Atualizado em 2/03/2017

beijo-disney

Leia mais

O Disney Channel nos Estados Unidos deu uma mostra de preocupação com a tolerância e com o respeito à diversidade sexual na semana passada. Em um episódio da animação Star vs. As Forças do Mal, o canal exibiu  o primeiro beijo gay em um desenho dos estúdios Disney.

No episódio, intitulado de “Just Friend”, os personagens estão em uma apresentação musical quando, durante uma canção, vários casais são formados e começam a se beijar.

Entre os casais, a cena mostra um beijo entre dois homens e, na sequência, duas mulheres também se beijam.

Top 10 personagens gays em séries que amamos

1 de 10
Compartilhe Twitter Google +

Renly Baratheon - Game Of Thrones

Um dos personagens mais marcantes de Game Of Thrones, Renly é o caçula da Casa Baratheon e um dos conselheiros do rei de Westeros, seu irmão mais velho, Robert. Tão impulsivo quanto belo e carismático, ele sempre rouba as atenções onde quer que chegue. Apesar de arrancar suspiros das donzelas e ser casado com a linda Margaery Tyrell, é com seu cunhado, Loras, que o jovem realmente se realiza. Imagina o veneno dos fofoqueiros de plantão vendo um dos homens do rei se dando a esses desfrutes mundanos...

Créditos: Reprodução

Kurt – Glee

Febre entre adolescentes do mundo inteiro, Glee desempenhou um papel importante ao colocar entre seus personagens principais um adolescente gay assumido. Kurt é um jovem sensível, órfão de mãe e apoiado pelo pai, que enfrenta diariamente as provocações dos colegas de escola por sua orientação sexual. É no grupo de canto do colégio que ele consegue dar voz a seus desejos e expressar seus sentimentos.

Créditos: Reprodução

Jack – Will & Grace

Uma das séries de comédias mais divertidas que já passou pela TV deve, e muito, seu sucesso ao personagem de Jack, amigo do casal que dá nome à série. Extremamente irreverente, o ex-ator é bem inconstante, passa por diversas profissões e relacionamentos ao longo do seriado. Assumidamente gay, Jack foi uma das primeiras figuras a se destacar e marcar a presença de homossexuais na televisão.

Créditos: Reprodução

Cameron e Mitchell - Modern Family

Dois em um. Não dá para separar esse casal. Com um quê de documentário (ou reality show), a série retrata de maneira natural, como deve ser, que o relacionamento de Mitchell e Cameron é igual a qualquer outro, com seus problemas e alegrias. E a família não para de crescer, já que os dois adotaram um lindo bebê. É muito amor. <3

Créditos: Reprodução

Várias - Orange Is The New Black

Outra série que não tem como escolher só um personagem é OITNB. Merecia uma lista só pra elas, de tantas mulheres incríveis e marcantes. A história se passa em um presídio de Nova York, e além da protagonista Piper e a sua amante-problema Alex, temos a determinada Poussey, a intimidadora Big Boo, a imprevisível Crazy Eyes, a charmosa Sophia, e por aí vai. Aliás, a nova temporada estreia dia 12 de junho, na Netflix.

Créditos: Reprodução

Carol e Susan – Friends

Essa é outra dupla que merece destaque. Já na primeira temporada de Friends, Ross recebe a notícia da autodescoberta de, sua então esposa, Carol e sua paixão pela amiga Susan. Apesar de não ser do elenco fixo, Carol recorrentemente aparece na série, e se tornou um dos personagens importantes por levantar a questão da homossexualidade de maneira natural lá nos meados dos anos 1990. Juntos, Ross, Carol e Susan são pais do pequeno Ben.

Créditos: Reprodução

Jude Foster - The Foster

Esse ano tivemos um momento memorável na história das séries televisiva: aquele que pode ter sido o primeiro beijo entre pessoas do mesmo sexo protagonizado por dois adolescentes. Beijo é beijo, não tem gênero, sabemos bem disso, mas a inesperada cena foi de uma delicadeza tão bonita que merece figurar na lista. Jude Foster e Connor são dois colegas de escola, na faixa dos 13 anos, que após muitas insinuações de algo além da amizade finalmente trocam um carinho mais íntimo. The Foster é produzida por Jennifer Lopez e conta a história de um casal de lésbica que são mães de cinco filhos, biológicos e adotados.

Créditos: Reprodução

Santana e Brittany - Glee

Vamos mudar o nome da lista para casais gay que amamos? Diferente de Kurt, que já começou a série abertamente gay, Santana e Brittany descobriram suas respectivas orientações sexuais após muitos episódios. Quando ninguém estava esperando, bum! uma reviravolta e as duas cheerleaders começam um caso, que depois vira namoro, e depois... (spoiler detectado e eliminado) Para por fim ao falatório no colégio, Britanny se assumiu como bissexual e Santana como lésbica. Mais um ponto para turma de Glee.

Créditos: Reprodução

Willow - Buffy – A Caça Vampiros

Quem foi adolescente na virada do século deve se lembrar dessa. A série estreou no fim dos anos 1990 e surpreendeu em sua quarta temporada ao mostrar que Willow, melhor amiga da caçadora de vampiros, na verdade gostava de meninas. O impacto foi tanto que a personagem foi responsável pela primeira cena de sexo entre duas mulheres na TV aberta dos Estados Unidos. Todos comemoram!

Créditos: Reprodução

Lafayette - True Blood

Para fechar, aquela que já foi considerada a série mais gay da TV americana. Lafayette é um cozinheiro que nos diverte, e muito, com seu jeito debochado. Em meio a um mar de testosterona e pseudo virilidade de machos alfa, a feminilidade despojada de Lafayette é um dos pontos de destaque do seriado. E nunca é demais lembrar que uma das marcas de True Blood são as calientes cenas de sexo, hetero e gay. #ficaadica para os mais “ozados”.

Créditos: Reprodução

 

Sugerir correção

Relacionados ao assunto

Carregar mais

Comentários