Famosos repudiam cena real de estupro em ‘O Último Tango em Paris': “nojento”

João Vieira

Por

Atualizado em 5/12/2016

Cena de 'O Último Tango em Paris'

Reprodução Cena de ‘O Último Tango em Paris’

Leia mais

Uma ONG tornou público neste fim de semana uma entrevista do cineasta Bernardo Bertolucci, 75, de 2013, onde ele admite não ter avisado a atriz Maria Schneider sobre uma cena de estupro que ela protagonizaria com Marlon Brando em O Último Tango em Paris, de 1972.

Na época, Brando tinha 48 anos, enquanto Maria tinha apenas 19. Na conversa, Bernardo disse sentir-se horrível com a decisão, mas não arrependido, pois queria filmar “sua reação como mulher, não como atriz”. “Eu queria que ela reagisse humilhada. Acho que ela odiou a mim e Marlon por causa do que fizemos”, disse ele.

Depois do filme, Maria Schneider não filmou mais nenhuma cena de nudez e sofreu com o vício em drogas e depressão. Em 2007, quatro anos antes de morrer, ela confessou que se sentiu humilhada e violentada tanto por Bertolucci quanto por Brando.

Nas redes sociais, diversos famosos manifestaram seu repudio e surpresa com a confissão, especialmente Chris Evans, Jessica Chastain e Evan Rachel Wood. “Nunca mais verei esse filme, Bertolucci ou Brando como antes. Ultrapassa o asqueroso. Sinto raiva”, disse Evans.

“A todas as pessoas que adoram este filme: vocês estão vendo uma jovem de 19 anos ser violentada por um homem de 48. O realizador planejou o ataque. Nojento”, afirmou Jessica.

“Isto é doloroso e parte o coração. Os dois [Marlon Brando e Bertolucci] são pessoas muito doentes para pensar que aquilo era ok”, criticou Evan Rachel.

Violência contra a mulher na TV e no cinema

1 de 7
Compartilhe Twitter Google +

Ligações Perigosas

Na última semana, a cena em que a personagem Cecília, vivida pela atriz Alice Wegmann, é estuprada por Augusto, interpretado por Selton Mello, causou polêmica. Na trama da série, Augusto ameaça difamar Cecília caso ela não transe com ele, a coloca como culpada por deixá-lo entrar em seu quarto no meio da noite e ainda romantiza a cena de violência

Créditos: Reprodução

Verdades Secretas

No último ano, a personagem Larissa, interpretada pela atriz Grazzi Massafera, abalou o público da novela Verdades Secretas. A jovem era viciada em crack que foi estuprada por traficantes na cracolândia, em São Paulo. Após o ocorrido, a personagem se culpa pela violência sofrida, como se o erro de ter acreditado nos criminosos fosse a explicação para o estupro

Créditos: Reprodução

Em Família

A cena de violência sexual em que três homens atacam a personagem Neidinha (Elina Souza) no Rio de Janeiro, exibida pela novela Em Família, levantou o debate da falta de denúncia por parte das vítimas de estupro. Na trama, a personagem sente vergonha do ocorrido e passa anos sem dividir a história com a filha, que foi fruto do abuso

Créditos: Reprodução

Gabriela

A série exibida nas telinhas em 2012 também tratou do tema violência contra a mulher. A personagem Lindinalva, interpretada por Giovanna Lancelotti, é estuprada pelo noivo na própria casa. Berto (Rodrigo Andrade) diz que tem direito a forçar o sexo por manter um relacionamento sério com a moça, além de tê-la ajudado a comprar comida e a pagar o aluguel. Lindinalva se cala e chora em silêncio durante o ato

Créditos: Reprodução

Fatmagül

A trama turca exibida no último ano nas telinhas brasileiras conta a história da jovem Fatmagül, interpretada pela atriz Beren Saat, que é estuprada por um grupo de amigos, engravida e ainda é obrigada a casar com um dos estupradores para inocentar os demais. A cunhada de Fatmagül, Mukaddes (Esra Dermancıoğlu), usa a difamação que a jovem sofrerá caso torne o crime público como argumento para forçar o matrimônio

Créditos: Reprodução

Millennium: Os Homens que Não Amavam as Mulheres

A produção é intensa e retrata a vida de Lisbeth Salander (Rooney Mara), uma jovem hacker antissocial que ajuda na investigação de um crime. Na trama, Lisbeth sofre abusos sexuais e é chantageada por seu tutor Nils Bjurman (Yorick van Wageningen). Ele culpa a jovem pela violência e até ela se vingar passa por situações traumatizantes

Créditos: Reprodução

Game of Thrones

No cenário internacional, a cena do estupro de Sansa (Sophie Turner) em Game of Thrones causou polêmica. Nas imagens, parte da quinta temporada da série, o marido Ramsay Bolton (Iwan Rheon) violenta a mulher em frente a outro personagem odiado por Sansa, Theon Greyjoy (Alfie Allen). Sansa não reage à agressão

Créditos: Reprodução

Sugerir correção

Recomendados para você

Relacionados ao assunto

Carregar mais

Comentários